Como funciona a energia solar?

Em alta no Brasil, o mercado de energia solar representa uma fonte inesgotável, renovável e de baixo custo de geração. Saiba como funciona a energia solar.

Placas solares

Eficiente e de baixo custo, a energia solar pode atender a projetos industriais, comerciais e residenciais. Fonte: Pixabay

Quando o assunto é energia renovável, um dos temas que ganha mais atenção no Brasil é como funciona a energia solar. Essa alternativa limpa exige um sistema de baixo custo e capaz de gerar uma energia de fonte inesgotável.

Visto que o Brasil é um país tropical, a implantação da energia solar é algo óbvio de se pensar. Além disso, ela permite ampliar a matriz energética brasileira, diminuindo custos e riscos de apagões como já houve há relativo pouco tempo atrás.

E afinal, como funciona a energia solar? É o que vamos explicar neste artigo!

O que é energia solar?

Para entender como funciona a energia solar, precisamos saber o que ela realmente é. De forma simples, podemos definir como a energia obtida através do sol e que pode ser transformada em energia térmica ou elétrica.

Graças a isso, ela possui vários usos e aplicações, tanto em domicílios quanto empresas, agronegócio e em indústrias. Em 2019, o crescimento desse tipo de energia foi de 212%. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o investimento no país em sistemas fotovoltaicos foi de cerca de R$ 4,8 bilhões.

Portanto, é uma energia que também movimenta a economia. E por ser uma alternativa limpa, ainda é uma opção positiva em um mundo cada vez mais sustentável. Em 2020, a energia solar correspondia a 1,6% da matriz energética nacional e no meio de 2021 atingiu 2%.

Como funciona a energia solar?

Atualmente, a energia solar é utilizada em residências e comércios pequenos, não apenas em indústrias. Ela vem se mostrando cada vez mais acessível e um custo-benefício vantajoso a longo prazo.

Entretanto, muitos brasileiros ainda não entendem como funciona a energia solar. Até mesmo as grandes indústrias ainda têm dificuldade para implementar seus projetos por falta de informação adequada.

Em geral, esse funcionamento acontece através do uso de painéis instalados em uma área a céu aberto que captam a luz do sol. A partir disso, eles geram energia, que depois é transportada para um conversor para se obter energia elétrica. Portanto, acontece um efeito fotovoltaico.

Contudo, há outro modo de aplicação sobre como funciona a energia solar, que é o chamado sistema heliotérmico. Nesse caso, a radiação solar é convertida em energia térmica e, depois, em energia elétrica. O que irá mudar é basicamente o objetivo do uso da energia gerada.

A seguir você entende melhor sobre ambos os tipos!

Energia heliotérmica

Chamada também de energia solar concentrada, essa opção tem atraído muita atenção devido à escassez dos recursos hídricos. Para que ela funcione, há vários tipos de coletores, que são os responsáveis por captar a energia do sol.

Esse equipamento coletor pode ser em formato de cilindro ou disco parabólico e a torre central. Ele tem a superfície refletora, capaz de direcionar a radiação para o receptor.

A energia heliotérmica é muito indicada para indústrias onde é necessário utilizar altas temperaturas. A usina termelétrica é uma das possibilidades mais evidentes.

Energia fotovoltaica

Energia solar abastece indústrias, comércios, hospitais e residências. Fonte: Pixabay

Energia solar abastece indústrias, comércios, hospitais e residências. Fonte: Pixabay

A opção de um sistema fotovoltaico é muito comum em residências, por exemplo, mas também pode abastecer empresas e indústrias. Nesse caso, a grande diferença de como funciona a energia solar fotovoltaica, é que ela não precisa de um coletor, como na modalidade anterior.

Isso porque nesse caso, a captação da energia acontece por painéis solares. Normalmente, eles ficam no telhado da casa. Contudo, em alguns lugares também é possível colocá-los diretamente no chão, como no caso de campos abertos onde há bastante luz solar direta.

Podemos dizer que essa é a opção mais acessível e comum, pois seu uso é muito versátil. A capacidade de geração de energia dependerá do número de placas e da radiação solar que o local recebe.

Há também diferentes tipos de painéis, que variam inclusive conforme o tipo de uso. Confira alguns deles:

  • Célula fotovoltaica orgânica: utiliza a eletrônica orgânica na absorção da luz;
  • Painel solar com as seguintes variações:
    • telureto de cádmio: tem uma camada semicondutora para converter e absorver a luz do sol e a eficiência chega a 16%;
    • solar de película fina: a eficiência da captação energética pode chegar a 13%;
    • silício monocristalina: é o mais eficiente, pois garante uma eficiência de até 22%.

Por que usar a energia solar?

Além de saber como funciona a energia solar, é importante se questionar se ela é realmente vantajosa em relação a outras opções. No caso de quem procura uma fonte de energia sustentável, ela com certeza se destaca.

Contudo, não se trata apenas de sustentabilidade, pois a energia solar tem muitos outros benefícios para quem investe em um sistema desse tipo. Confira a seguir as principais vantagens que separamos!

Baixo custo

Embora muitas pessoas caiam no mito de que a energia solar é alta, isso é relativo. De fato, a sua instalação envolve um custo maior, mas que está baixando a cada ano no Brasil.

O mais caro é a compra dos painéis solares. Depois disso, na verdade, você praticamente não tem mais custo. Se tem uma empresa onde usa energia da rede elétrica e muda para o sistema fotovoltaico suficiente para atender toda a demanda, o seu custo a longo prazo será pago.

Inesgotável

Conforme citamos, a energia solar não acaba. Ao contrário dos recursos hídricos, ela não está em risco, pois o sol é a única fonte da qual se precisa nesse caso.

Fácil manutenção

Outro detalhe interessante para todos aqueles que buscam compreender como funciona a energia solar é que a sua manutenção não exige custo alto.

Em primeiro lugar, porque os painéis solares têm peças móveis de fácil reposição e manutenção é feita apenas uma vez por ano através de uma limpeza simples. Em segundo lugar, porque eles duram até 25 anos em pleno funcionamento.

Fornece energia a lugares isolados

Ainda há lugares no Brasil onde a rede elétrica não chega ou está sempre apresentando problemas. A energia solar é uma solução para esse problema, principalmente porque é mais barata do que um gerador.

Alternativa em crescimento

Para se ter uma ideia, o Brasil entrou há pouco para a lista dos 15 maiores países em energia solar. Essa é uma marca histórica e que está crescendo cada vez mais, o que significa que o custo para instalar e manter também deverá ficar mais acessível ao longo dos anos.

Como a TechDuto pode contribuir em projetos e energia solar?

Saber como funciona a energia solar também envolve compreender que além das placas solares que ficam visíveis, há toda uma infraestrutura por trás disso. Há cabos elétricos, conectores, dutos de proteção, disjuntores entre outros materiais elétricos.

A Techduto é uma empresa brasileira especializada na fabricação e fornecimento de dutos corrugados para o setor fotovoltaico. Fabricados em PEAD (Polietileno de Alta Densidade), eles protegem os cabos elétricos que ligam as placas solares à rede de média tensão, que são, em sua maioria, subterrâneas.

Tubos corrugados em PEAD para proteger cabos elétricos

Os dutos corrugados techduto NBR, techduto SD e techduto DW têm assumido papel de destaque no segmento de energia solar no Brasil. Graças as suas resistências físico-químicas, flexibilidade e durabilidade, eles estão presentes nos mais importantes parques fotovoltaicos do país.

Além disso, os tubos corrugados da TechDuto também são versáteis e podem ser aplicados em projetos residenciais e comerciais. Há inclusive a linha TechDuto UV, criada especificamente para projetos de energia solar. Ela recebe aditivo Anti-UV, que confere aos dutos maior durabilidade e proteção contra os raios ultravioletas. Atualmente, a linha já é utilizada em projetos no Brasil, Chile, Argentina e México.

Tubos para drenagem

Para os projetos em que são necessários tubos para drenagem com a finalidade de evitar que o acúmulo de água do solo cause danos à infraestrutura do projeto e comprometa a vida das pessoas que trabalhem ou morem ali, a TechDuto oferece ainda outras opções. Entre elas, estão os tubos para drenagem techdreno NBR e o techdreno SD.

Para ter uma ideia da experiência e confiabilidade da TechDuto no setor de tubos corrugados em PEAD, a maior usina fotovoltaica da América Latina utiliza os dutos techduto em sua infraestrutura. Localizada no noroeste da Bahia, foram mais de 1,7 milhão de metros de dutos instalados.

No site da TechDuto você pode conhecer outros grandes projetos em que a empresa esteve presente, bem como os tubos corrugados que fabrica e suas diversas aplicações. E se você gostou de saber como funciona a energia solar, aproveite também para ler outros artigos sobre drenagem urbana e agrícola, energia limpa entre outros conteúdos interessantes.